Empresas brasileiras investem, em média, 3% do faturamento em TI

As empresas instaladas no Brasil dedicam, em média, 3% do faturamento total a investimentos em TI. Esta é uma das conclusões de um estudo realizado pela MBI, com 185 empresas, e no qual identificou tendências para 2008.

A análise mostra também que 42% das empresas dedicam à área de TI um porcentual superior a 4%, enquanto 28% reservam, no máximo, 1% dos seus resultados para investimentos em tecnologia.

Em comparação aos investimentos realizados em 2007, 34% dos entrevistados previram algum crescimento nos recursos destinados à TI em 2008 - e quase a metade projeta um aumento superior a 25%. Outros 21% dos entrevistados consideram que os investimentos permanecem estáveis e 15% vislumbram uma redução de recursos.

Em 2008, cerca de 30% dos investimentos em novos projetos de TI são para a integração de um único sistema de informação. Em segundo lugar, aparece a implementação de aplicações para a melhoria da competitividade, com 26%. Outras iniciativas, relacionadas à infra-estrutura de TI e atualização das aplicações, totalizam 44% dos recursos.

Já em relação às despesas da área de TI, os gastos com pessoal representam 51% do total, seguidos por manutenção das plataformas de hardware, software e telecomunicações, com 23%. Novos projetos têm pouco mais de 25%. Dos gastos com pessoal, 60% destinam-se a profissionais internos e 40% a pessoal terceirizado.

A pesquisa foi encomendada pelo centro de treinamento e certificação Impacta Tecnologia. Entre as empresas entrevistadas, 65% têm 500 ou mais funcionários.

Conteúdo republicado a partir de http://www.modulo.com.br/site?from_info_index=78&infoid=2849&lng=br&sid=78&tpl=view_tpl01.htm

Clique aqui para acessar o relatório completo desta pesquisa