Quando os arquivos são muito grandes, eles são quebrados em várias partes, fazendo uso do compactador WinRar, que permite dividir os dados em várias partes. Desta forma, a entrega pode ser feito por meio de vários e-mail. Cada pedaço da lista é enviado como anexo de um e-mail separado. Salve cada um dos arquivos anexos numa única pasta, no seu computador.

Caso não disponha do programa WinRar (produzido por http://www.rarlab.com/) instalado em seu computador, faça o download e a instalaçao do programa. Recomendamos que faça o download a partir de http://www.baixaki.com.br/site/dwnld2657.htm. Este programa é shareware, isto é, pode ser instalado e usado antes de efetuar sua compra.

Uma vez que o programa esteja instalado, abra a pasta contendo os arquivos que você recebeu por e-mail, e acabou de salvar numa única pasta. Como exemplo, veja a lista do Rio de Janeiro, dividida em nove partes:



Figura 1 - Arquivos originais enviados por e-mail, contendo as partes

Agora, dê um duplo clique sobre o arquivo cujo nome contém part01. No exemplo acima, trata-se do arquivo 21-RJ-Rio-de-Janeiro.part01.rar.

Desta forma, será aberto o programa WinRar, já pronto para a extração da sua lista telefonica. Veja a figura a seguir.



Figura 2 - Arquivo a ser extraído, visto pelo WinRAR

Agora dê um clique com o botão direito do mouse sobre o nome do arquivo .txt (que contém a lista). Será aberto um menu, no qual você deve escolher o segundo comando “Extrair para uma pasta” ("Extract to the specified folder", em inglês).



Figura 3 - Acionando a extração do arquivo para uma pasta a ser específica

Na janela seguinte que será exibida (veja a figura a seguir), você deve indicar o caminho para a pasta onde deseja salvar a sua lista, e clicar em OK. 



Figura 4 - Especificando a pasta na qual o arquivo original será gravado

Pronto! Agora o WinRar irá descompactar a lista, juntando automaticamente as informações nas várias partes do arquivo. Durante a descompactação, você deve visualizar uma janela de indicação de progresso, como esta:



Figura 5 - Janela de monitoramento da descompactação

No título da janela, o programa indica qual pedaço do arquivo ele está trabalhando no momento (part03 no exemplo acima). Apenas aguarde até que o programa atinja 100%, momento no qual esta janela será fechada sem necessidade de nenhuma interveção por sua parte.

Neste momento você pode retornar para a pasta indicada como pasta de destino para a compactação (no exemplo acima usamos a mesma pasta onde gravamos os arquivos .rar), e verificar que agora contém um arquivo .txt, de mesmo nome dos arquivos .rar. No nosso exemplo, ficou assim:



Figura 6 - O arquivo original, já extraído pelo WinRAR

Pronto, esse arquivo .txt pode ser agora aberto num processador de texto, ou importado em qualquer sistema gerenciador de bases de dados. Caso seja solicitado durante a importação, informe que os campos do arquivo são separados por caracteres ‘Tabulação’. Lembre que o Excel é capaz de ler apenas as 65 mil linhas iniciais de cada arquivo neste formato.