Você Empresas de tecnologia da Informação em Pernambuco vão ter até o dia 20 deste mês para participar da 2ª edição do Censo das Empresas de Tecnologia da Informação, realizado pela Assespro Nacional (Associação das Empresas Brasileiras de TI) e a ALETI (Federação Ibero-Americana das Entidades de TI).

A ação pretende levantar as informações necessárias para a criação de um grande mapa do setor que identificará problemas, soluções e potencialidades. Todas as empresas podem participar da pesquisa preenchendo, até o dia 20 de outubro, o questionário disponível no endereço: assespro.org.br/biblioteca/dados-mercado/2013-censo-aleti-do-setor-de-tic/. O censo acontece simultaneamente na América Latina, Caribe, Portugal e Espanha. A pesquisa, aberta a todas as entidades e empresas do segmento vinculadas ou não à Assespro , não faz limitação de porte, tecnologia ou localização. As informações individuais oferecidas têm sigilo garantido pelas empresas apoiadoras - SurveyMonkey e MBI.

Os resultados anteriores do censo tiveram uma grande repercussão na imprensa, sendo apresentados em diversos eventos realizados no Brasil e no exterior, além de ter despertado o interesse das Nações Unidas e de outras entidades internacionais.

Mais informações:

Mapa do setor de TI brasileiro

Identificar problemas, gerar soluções e desenvolver potencialidades. É este o objetivo do Censo das Empresas de Tecnologia da Informação, desenvolvido pela Assespro Nacional (Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação). Através de um questionário online, disponível até o dia 20 de outubro nos endereços: www.mbi.com.br/mbi/contatos/questionarios/2013-censo-aleti/ e assespro.org.br/biblioteca/dados-mercado/2013-censo-aleti-do-setor-de-tic/, a iniciativa pretende criar um grande mapa do setor de TI, levantando informações precisas e permitindo, inclusive, a avaliação comparativa com outros países, além de auxiliar o desenvolvimento de ações e políticas públicas efetivas para o setor.

Iniciado em 2012, o sucesso da pesquisa foi tão grande que este ano o censo toma proporções maiores. Além do Brasil, agora o levantamento também será realizado em diversos outros países por meio da ALETI – Federação da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal de Entidades de TI, e já há planos para que a ação se torne uma iniciativa global, através da parceria com a WITSA – Federação Mundial das Entidades de TI.

A participação no censo é aberta a todas as entidades e empresas do setor na América Latina, Espanha e Portugal, vinculadas ou não à Assespro e demais entidades da ALETI. A pesquisa também não faz limitação de porte, tecnologia ou localização. Os temas cobertos pelo questionário foram trabalhados sob a liderança da Assespro juntamente com mais vinte outras entidades de dezoito países participantes da ALETI, abordando todos os aspectos das empresas. As informações individuais oferecidas têm sigilo garantido pelas empresas apoiadoras - SurveyMonkey e MBI. Os resultados anteriores do censo tiveram uma grande repercussão na imprensa, sendo apresentados em diversos eventos realizados no Brasil e no exterior, além de ter despertado o interesse das Nações Unidas e de outras entidades internacionais.

“A grande missão é traçar comparativos entre as indústrias de TI dos países que compõe a ALETI, gerando oportunidades de negócios e projetos de melhorias", explica Gerino Xavier, presidente da Assespro - PE.

Além de contribuir com a geração de importantes indicadores sobre o setor, como incentivo, as empresas participantes ainda poderão divulgar seus produtos e serviços no portal de oportunidades de negócios, com alcance internacional, que substituirá o atual Catálogo de Software (lançado em 2007, com apoio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE). Quanto mais empresas participantes, mais real será o retrato formado.

 

Temas cobertos pelo questionário:

- Dados demográficos (incluindo ano de fundação, localização geográfica de matriz e filiais, porte aproximado)

- Avaliação detalhada sobre as atividades de TI oferecidas ao mercado

- Recursos Humanos: porte das equipes, nível de formação, rotatividade, ociosidade e demanda reprimida

- Perfil dos clientes, por atividade econômica e porte

- Plataformas tecnológicas que sustentam o faturamento das empresas

- Modelos de negócios recorrentes VS. vendas sob encomenda

- Volume, destino e canais usados em exportações

- Certificações Empresariais, Planejamento, Proteção da Propriedade Intelectual

- Participação das empresas em entidades do terceiro setor

- Joint ventures, alianças estratégicas e comportamento das empresas frente à inovação

- Áreas de ação/interesse em projetos de pesquisa e desenvolvimento

- Fontes de capital financeiro e evolução econômica