Uma pesquisa realizada em 2011 pela MBI, sob encomenda da Uniconsult Sistemas, com pequenas e médias empresas no Brasil, revela o que esse segmento considera necessário para ter boa atuação no e-commerce, em relação à plataforma de negócios e serviços.

Entre os destaques do estudo estão:

- Os varejistas têm maior concentração nas faixas mais baixas de faturamento, quando comparados com as empresas industriais. Em relação ao canal de vendas, grande parte (44,3%) opera somente com loja física, sendo a proporção maior relativa às empresas de comércio;

- Quando questionadas com relação às expectativas de crescimento de venda pelo varejo virtual ao longo de 2012, apenas 3,1% espera crescer de 50 a 100%. A maioria (7,3%) aposta em um aumento de 5 a 20%;

- Dentre as funcionalidades para a loja virtual mais desejadas, o controle de estoque incluindo gerenciamento de vendas sobre estoque disponível, aparece como principal tanto para a indústria, como para o comércio. A preocupação com controle logístico detalhado, para evitar enganos no empacotamento dos volumes está mais presente no comércio do que na indústria;

- Com relação a finanças, comércio e indústria são unanimes em apontar o gerenciamento do fluxo de caixa como prioridade. O controle das tabelas de preços dos fornecedores aparece em segundo lugar para as indústrias. Já para o comércio, a apuração com impostos a pagar divide espaço com o controle das tabelas de preços, como segundo item mais importante;

- Em referência à logística, o acompanhamento detalhado, incluindo o rastreamento da entrega pelas transportadoras figura em primeiro lugar, seguido do item controle de ocorrência com as transportadoras. O comércio demonstra maior preocupação com o controle da pontualidade da entrega, do que a indústria;

- Quando questionadas sobre a operação do comércio eletrônico por meio de SaaS (software como serviço), a maioria das empresas não aceitaria usar o sistema pela internet, preferindo a instalação na própria companhia.

Publicado originalmente em
http://pesquisas.hi-midia.com/wp-content/uploads/2012/06/2012_06_20_PMEs-e-as-plataformas-de-e-commerce.pdf