O engenheiro de alimentos Rafael de Andrade não consegue regularizar o IPVA deste ano de seu carro porque deve R$ 127,69 ao Detran do Rio de Janeiro por uma multa que se recusa a pagar. O órgão carioca o acusa de passar a uma velocidade de 880 km/h por um radar eletrônico em Niterói (RJ), em uma via cuja velocidade máxima era 60 km/h.

Rafael entrou com recurso no Detran de Niterói. Achou que a multa ia ser desconsiderada, mas ela foi mantida. Para o Detran de Brasília, o documento do carro só sai se ele pagar a dívida. “Eu me recuso a pagar a multa”, indigna-se o engenheiro. “Estou sem documento aqui no DF e, se for parado, quero saber o que eu vou falar para o guarda”, reclama.

O piloto profissional de Fórmula Três Rodolfo Santos considera absurda a alegação do Detran do RJ. “Nem um carro de Fórmula 1 conseguiria atingir 880 km/h. Eu piloto o carro mais veloz da América do Sul e a gente consegue atingir 270 km/h, o que já é uma coisa muito alta.” O carro de Rafael é um Gol 1.0.

Republicado a partir de
http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL592540-5598,00-MOTORISTA+DO+DF+E+FLAGRADO+A+KMH+NO+RIO+DE+JANEIRO.html: