Obter o direito a organizar eventos globais sempre exige estratégias e ações no médio e longo prazo. E na área de Tecnologia da Informação não é diferente: a Assespro (que é a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação) representa o Brasil na WITSA (Federação Mundial das Entidades de TI). Além da participação institucional nas atividades da WITSA, a Assespro foi bem sucedida em desenvolver um trabalho específico para conquistar o direito de organizar, no Brasil, os principais eventos globais de TI.

Já neste ano, nos dias 12 e 13 de novembro, ocorrerá em São Paulo, a Cúpula Mundial de Políticas Públicas em TI (cuja sigla em inglês é GPATS 2013). O direito de organizar este evento foi concedido para a Assespro durante a Assembléia Geral da WITSA realizada em fins de 2011 (na cidade de Guadalajara, México). A Cúpula Mundial vem sendo realizada a cada dois anos pela WITSA, desde 1999. Pela primeira vez, esta Cúpula ocorrerá no Brasil.

O tema escolhido como “manchete” da edição 2013 é “Políticas Públicas Eficazes para tornar realidade as promessas da Era Digital”. Sob este tema, pretende-se desenvolver, através de apresentações, painéis e debates, uma análise aprofundada das Políticas Públicas e Práticas que habilitam o desenvolvimento da Tecnologia da Informação em nível de países.

O objetivo da Cúpula Mundial de 2013 é de sublinhar a importância de cada país a operar um conjunto de políticas públicas (muitas vezes referida como “Agenda Digital”) que assegurem que os governos, empresas e cidadãos de cada país possam participar e maximizar seu desenvolvimento econômico, social e cultural por meio dos benefícios da Era Digital.

É fato que o desenvolvimento das “Agendas Digitais” não guarda proporção com o grau de desenvolvimento econômico-tecnológico dos países. A relação mais importante se dá com o nível de desenvolvimento da consciência política sobre os benefícios que a Tecnologia da Informação pode trazer para os países.

Assim, a Cúpula Mundial de Políticas Públicas deve atrair tomadores de decisão que ocupam cargos públicos e executivos do setor de Tecnologia da Informação de todo o mundo, para examinar temas e questões sobre como possibilitar que se cumpram as promessas da chamada “Era Digital” (que impacta todos os aspectos da vida humana).

As conclusões da Cúpula Mundial devem ser transformadas pela WITSA num conjunto atualizado de recomendações a respeito de políticas públicas nacionais.

Em paralelo com a Cúpula Mundial teremos reuniões de diretoria, grupos de trabalho e assembléias da própria WITSA, da ALETI – Federação Ibero-Americana de Entidades de TI e da própria Assespro Nacional, em conjunto com suas Regionais de todo Brasil. Desta forma, ainda existirá uma oportunidade única de fortalecer o networking internacional.

Os participantes da GPATS 2013 terão a oportunidade de ver, ouvir e se envolver em um diálogo com representantes de governo, de organismos internacionais e de executivos do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação sobre elementos críticos das Agendas Digitais Nacionais.

As atividades da Cúpula se realizarão na cidade de São Paulo, nos dias 12 e 13 de novembro, no Centro de Convenções Rebouças. Em paralelo, haverá rodadas de negócios internacionais e a edição 2013 da Feira Internacional de Tecnologia (iTech).

Breve as inscrições para a Cúpula Mundial e as demais atividades paralelas poderão ser feitas no site www.gpats2013.org, incluindo não apenas a inscrição no evento, mas com a possibilidade de contratar simultaneamente passagens e hospedagem. Não deixe de participar!

Publicado originalmente em
http://informationweek.itweb.com.br/blogs/assespro-organiza-a-cupula-mundial-de-politicas-publicas-de-ti/